quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Cobertura Mega Rampa 2009

Rael:




Aew galera! Cheguei de São Paulo ontem, que era meu aniversário também (28 de Setembro), e nem editei nada da Mega Rampa, então hoje terça feira, irei falar sobre tudo o que aconteceu na minha estadia em SP e principalmente sobre a Mega Rampa!

Cheguei lá no sábado de 5:30 da manhã, morrendo de sono, mas nem podia dormir direito, eu tinha que chegar cedo na Mega Rampa para poder pegar um lugar bom. Acabou que tirei um cochilo e fui para lá. Cheguei cedo mais os skatistas já estavam esquentando!

Os Skatistas Lincoln Ueda ( o japonês voador), Edgard "Vovô", Andy McDonald, Christiano Matheus, Elliot Sloan e Vítor Simão não passaram para a semi-final.
O Skatista Rodrigo "Digo" Menezes sofreu um acidente no treino e não chegou a participar das quartas de final, ele caiu no vão entre as duas rampas.

Perfil dos Skatistas



Bob Burnquist:
Nascido no Rio de Janeiro, hoje é um dos skatistas de maior impotância no mundo. Possui uma Mega Rampa no quintal de casa, e foi idealizador dessa competição aqui no Brasil.

Pedro de Silva Barros:
Brasileiro nascido em Florianópolis, com apenas 14 anos, já dominou a Mega Rampa.

Jake Brown:
Australiano, um dos mais apelões na Mega Rampa. Sofreu o pior tombo da história da Mega Rampa ao cair de 25 metros de altura e ainda depois se levantar para ganhar a medalha de prata.

Rob Lorifice:
Americano que começou a andar com seis anos de idade. Foi o skatista mais jovem a ser patrocinado pela Converse.

Adam Taylor:
Americano que com 20 anos ja é um dos skatistas mais técnicos do vertical.

Pierre Luc - Gagnon
Canadense, estreiante da Mega Rampa, começou a praticar skate aos oito anos de idade.

Semi-Final



A Semi-Final foi cheia de surpresas, principalmente pelo skatista Bob Burquist que parecia nem ligar para a altura da Mega Rampa. os fans então juntaram num coro e começaram a gritar: "Bob! Bob! Bob!" Para a alegria dos fans ele surpreendeu, mandou várias manobras de Switch (base trocada) e até um Backflip acertou.
Outro que surpreendeu foi O Pedro, jovem de 14 anos, antes de descer a Mega Rampa fazia um sinal da cruz e acertava a sessão completa, mandava um 360 no gap e fazia um aéreo no half.
Jake Brown, o cara se arrebentou tanto em uma competição, quando caiu de 25 metros de altura que vê-lo dominar aquele monstro de ramoa, emocionava qualquer brasileiro. Enquanto muitos teriam desistido ele mostrou que não tem medo de tombo, e conseguiu o segundo lugar na semi-final.
Rob Lorifice era um dos que mais voava, talvez um dos motivospor perder facilmente o controle quando chegava no half, mas mesmo assim, quando acertava compensava com seus voos.
Todos mandaram muito, só de ter a coragem de dropar de 27 metros de altura indo ao encontro do gap de 20 pés de distância e aterrissar para dar um voo no half. Esses skatistas merecem os parabéns pela coragem.
Mas o Bob Burnquist estava inspirado, que mandou as manobras mais impossíveis: um backflip passando o gap, um 540 passando um gao, switch flip indy no half e o mctwist no half!

Disputa de BMX



Entre o campeonato de aéreo e o de corrimão, teve uma disputa de BMX entre Kevin Robinson e Anthony Napolitan. Como não entendo de BMX não sei quem fez cada manobra e nem o nome certo delas. mas destaque para os backflips passando o gap, os frontflip passando o gap, o backflip no-handed passando o gap e no half: um backflip com giro de 180° e um backflip no-handed com giro de 180°

Campeonato no Corrimão



Se alguém achava que a melhor parte já tinha passado, estavam muito enganados, os skatistas surpreenderam com um sessão de muita técnica e velocidade. Destaque para:
Rob Lorifice mandando Grind e F/S Feeble;
Pedro de Barros quase acertando um B/S Rockslide Varial out;
Bob Burnquist inventando uma manobra que seria uma variação de Hardflip Indy BS Rockslide!

Pós-Campeonato



Depois que todos os competidores saíram da rampa e foram lá para seu cantinho isolado, os skatistas eliminados nas quartas de final puderam andar de novo, embora não tivessem tanta habilidade assim, sempreé bom ver alguém com coragem e habilidade para descer aquilo.

Gran Finale



Quando todo mundo já estava indo embora, e já sem esperança de conseguir um autógrafo, que dirá então uma foto, eis que o Pedro Barros e o Rob Lorifice apareceram perto da grade que nos separava da Mega Rampa, para dar autógrafo. Arranquei o primeiro pedaço de papel da minha mochila e depois de conseguir vencer a barreira de gente querendo autógrafo, ele pegou meu papel e autografou. Estava feliz, sem foto, mas feliz, afianl tinha conseguido um autógrafo do Rob Lorifice!

Mas então uma fila se aglomera na frente do stand da Hurley. Para quê a fila? Bob Burnquist estava lá autografando e tirando fotos! Era a minha chance, entrei correndo na fila e atrás de mim ela só ia crescendo. Será que o Bob ia autografar a fila inteira, que só crescia, será que ia dar tempo de chegar em mim?
Eis que então dois seguranças chegam para tirar parte da fila e mandar para outro stand, escuto a voz atrás de mim: "Daqui para trás pode sair, a fila acaba aqui" Quando fui olhar ele tinha tirado todos que estavam atrás de mim, ou seja, eu seria o último, por pouco eu num fiquei de fora! Mas eu estava lá, eu ganharia o autógrafo. E foi assim, a filafoi andando e chegou minha vez.
Estava do lado do Bob, conversando com ele! Infelizmente pela correria que tava lá, não foi uma conversa direito, durou alguns segudinhos, mas foi o suficiente, eu ganhei o autógrafo, uma foto com ele e principalmente a lembrança de que um dia eu encontrei com ele e conversei com ele!!!


Final da Mega Rampa



Domingo era a final, eu não tinha conseguido ingressos, mas irei contar o que fiquei sabendo.
O Skatista Pierre se machucou no treino e não pôde competir na final.
Um dos Bikers deslocou o ombro.
Começou a ventar muito forte e isso atrapalhou muito os skatista e dificultando as manobras, mesmo assim o vento não foi obstáculo para Bob Burnquist conseguir o primeiro lugar no Brasil!

Agradecimentos



Minha tia que encarou essa aventura toda comigo
Ao resto da minha família que me permitiu que eu saísse de Barbacena-MG e fosse pra SP e voltasse no mesmo fim de semana.
Ao Rob Lorifice pelo autógrafo no primeiro pedaço de papel que eu achei.
E claro, ao Bob Burnquist, que além de ser o idealizador da Mega Rampa no Brasil, me deu um autógrafo em um pôster dele, me aturou por alguns segundos e ainda tirou uma foto comigo. =D



9 comentários:

Prêmio M3, disse...

axei legal..
o participante de 14 anos ter passado...

V disse...

sem muito pra dizer né cara... post muito específico. Bom que vc achou gente que gosta do que vc gosta!

(:

Nova Quahog disse...

AEHAEHEAHAEHEA
ESSA RAMPA É BOA PRA JOGAR BOSTA!

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

Melhor q mega-rampa é mega-rampeira.

CAMIS disse...

INTERESSANTE!

SO.L. disse...

Aaaah, meu

O Lincoln Ueda não passou? Pô,

Eu lembro quando passava X Games no Esporte Espetacular, dava medo de ver ele na pista...

Parecia que a rampa era um trampolim! Ele ia muito alto!

Vinicius disse...

foi mt lgl

http://momentonobre.blogspot.com/
http://momentonobre.blogspot.com/
http://momentonobre.blogspot.com/

palavras ao vento disse...

eu assiti pela tv...achei muito bom...cada manobbra....tem que ser muito bom ´pra fazer ....

Virgínia Leane disse...

Eu acho bastante interessante as manobras que os skatistas fazem . Bacana . Legal o blog :)